Notícias

Cresce o número de pessoas com deficiência que são contratadas no país

Maior complexo hospitalar privado de Uberlândia é referência em contratação de PCDs na cidade    De acordo com o último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que aconteceu em 2010, no Brasil existem 45.606.048 pessoas com algum tipo de deficiência. Desse número, 135.406 estão em Uberlândia, no Triângulo Mineiro. Mas, infelizmente, não é a maioria que consegue um emprego com carteira assinada. Mesmo com a existência da lei 8.213/1991, conhecida como Lei de Cotas, que determina que empresas maiores destinem de 2% a 5% de suas vagas para Pessoas Com Deficiência (PCDs). Todavia, a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia divulgou em fevereiro desse ano que o país registrou número recorde de contratação de PCDs. Com a fiscalização efetiva para o cumprimento da Lei de Cotas, foram contratadas em 2018 46,9 mil pessoas com deficiência, considerando empregos formais e aprendizes. Uma conquista histórica, levando em consideração os números de anos anteriores. Segundo a gestora de recursos humanos do Santa Genoveva, Giselle do Carmo, o hospital possui em seu quadro de funcionários 33 PCDs nas mais diversas áreas e busca sempre contribuir positivamente na vida e realidade de seus colaboradores, fazendo um acompanhamento próximo das pessoas com deficiência que são inseridas no ambiente de trabalho.  “Com a criação do projeto Incluir impactamos positivamente na vida e na saúde de todos os nossos colaboradores. O projeto Incluir é muito mais do que simplesmente inserir no mercado de trabalho, é uma questão de cidadania e respeito ao próximo.”, afirma Giselle. Para a gestora de recursos humanos, é importante que haja a criação de condições necessárias para [...]

Leia mais...

9ª edição do Encontro com o Especialista falará sobre o câncer de mama

Câncer de mama é o tipo que mais mata mulheres no mundo. Para este ano, estão previstos quase 60 mil novos casos só no Brasil. Acontece no dia 16 de outubro, quarta-feira, às 19h, no auditório do Santa Genoveva Complexo Hospitalar, a nona edição do Encontro com o Especialista, projeto do departamento de oncologia para as pessoas que querem saber mais sobre formas de prevenir, diagnosticar e tratar os vários tipos de cânceres. O evento é aberto ao público e a inscrição é gratuita. Neste mês, o tema do encontro é “Câncer de Mama”. O Outubro Rosa é uma campanha de conscientização que tem como objetivo principal alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. De acordo com o site do Instituto Nacional de Câncer (INCA), são esperados para este ano 59.700 novos casos de câncer de mama no país. Este é o tipo de doença mais comum entre as mulheres no mundo. No Brasil, o percentual de casos novos em mulheres chega a 29% e 1% em homens. Segundo a oncologista do Santa Genoveva Complexo Hospitalar, Nathália Almeida Naves, nesta edição do Encontro serão abordadas as formas de prevenção e tratamento para o câncer de mama. “Nossa intenção é chamar a atenção das mulheres para a importância de realizar os exames de rastreio anualmente. É preciso reforçar que quanto mais precoce for o diagnóstico, maior a chance de cura, que pode chegar em até 95% em alguns casos. Todos os interessados no tema podem participar. Será um [...]

Leia mais...

Hospital de Uberlândia vence concurso promovido pela Sociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea 

Santa Genoveva é o único hospital de Uberlândia a realizar o procedimento. Até o momento, 29 transplantes já foram feitos.   Segundo a Sociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea, são realizados aproximadamente 4 mil transplantes todos os anos no país e, neste ano, foi comemorado o aniversário de 40 anos do primeiro transplante de medula óssea realizado no Brasil. Com o objetivo de celebrar as quatro décadas de história, a Sociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea realizou um concurso de fotografias, que contou com a presença de quase todos os 79 centros transplantadores. Foram enviadas, por cada centro, imagens que pudessem representar a história do transplante no Brasil e selecionadas as melhores para votação popular. O resultado foi apresentado no XXIII Congresso Anual da SBTMO, em Brasília, e o Santa Genoveva Complexo Hospitalar foi o vencedor. A imagem vencedora é sobre a chegada em casa de um paciente após realizar o segundo transplante para tratamento de um Mieloma Múltiplo. “Essa foto mostra um pouco da dor e da esperança que vivem os pacientes e como podem ser acolhidos, amenizando esse momento. Ficamos muito emocionados quando recebemos a foto pela família, agradecendo a equipe após chegarem em casa bem", relembra o hematologista e responsável pelo setor de Transplante de Medula Óssea do Santa Genoveva, Virgílio Farnese. Cerca de um ano e meio após realizar o primeiro transplante de medula óssea em Uberlândia, o Santa Genoveva Complexo Hospitalar já contabiliza 29 procedimentos. “Esse tratamento é realizado principalmente em pessoas com câncer no sangue, como o Linfoma, Mieloma ou Leucemia, mas, também, em alguns tumores sólidos e doenças não neoplásicas, como a aplasia e doenças autoimunes. No [...]

Leia mais...

Outubro Rosa: o toque que pode salvar sua vida

Câncer de mama é o tipo que mais mata mulheres no mundo. Para este ano, estão previstos quase 60 mil novos casos só no Brasil.   Com qual frequência você se toca? Conhece realmente o seu corpo? Com a chegada do décimo mês do ano dá-se início à campanha de prevenção ao câncer de mama. Desde 1990, o “Outubro Rosa”, como passou a ser reconhecido, tem o intuito de prevenir e disseminar informações para a detecção precoce do câncer de mama, aumentando as possibilidades de cura. Segundo o site do Instituto Nacional de Câncer (INCA), são esperados para este ano 59.700 novos casos de câncer de mama no país. Este é o tipo de doença mais comum entre as mulheres no mundo. No Brasil, o percentual de casos novos em mulheres chega a 29% e 1% em homens. Para a oncologista do Santa Genoveva Complexo Hospitalar, Nathália Almeida, o câncer de mama é caracterizado pela proliferação anormal, de forma rápida e desordenada, das células do tecido mamário. “Ele pode ser de vários tipos diferentes e, para saber diferenciá-los e tratá-los, é necessário acompanhamento com um oncologista e um mastologista. Nem todos os casos são hereditários”, afirma. O câncer de mama hereditário compreende entre cinco e 10% dos casos, quando existem parentes de primeiro grau com a doença. Portanto, em 90% dos casos, a origem não é a hereditariedade. Já o câncer de mama masculino é bem menos frequente. As pesquisas apontam que existe somente um caso de câncer de mama em homens para cada 100 casos em mulheres. Nathália ressalta que existem novas opções de tratamento para a [...]

Leia mais...

Setembro Amarelo: como está a saúde mental e emocional de seus funcionários?

Assunto pouco discutido, o aumento de tentativas do autoextermínio chama a atenção de especialistas. A meta da OMS é reduzir em 10% a mortalidade por suicídio até 2020.   O mês de setembro marca a luta contra um problema de saúde mundial considerado grave: o suicídio. Por vários anos evitava-se falar sobre isso. Era um assunto rodeado de tabus, o que não permitia enxergar quem estava mais vulnerável. A Organização Pan-Americana da Saúde / Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) alerta que o suicídio é responsável por uma morte a cada 40 segundos no mundo e é a segunda principal causa de morte entre as pessoas de 15 a 29 anos de idade. Segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU), mais de 800 mil pessoas morrem por suicídio a cada ano. Desse número, aproximadamente 65 mil casos acontecem anualmente em todo o continente americano. No Brasil, de acordo com a cartilha do Ministério da Saúde, cerca de 11 mil pessoas tiram a própria vida por ano. Confirmando essa estatística, o Santa Genoveva Complexo Hospitalar atendeu, de janeiro até o início de setembro desse ano, 27 tentativas de autoextermínio. Estes números foram apurados por meio dos registros do Serviço Social e da Psicologia do Hospital. As taxas de suicídio vêm crescendo ano após ano, em quase todas as faixas etárias, inclusive no Brasil. Ainda assim, pouco se fala sobre o assunto em ambientes de trabalho. Com a era de cumprir metas, prazos e gerar lucros, muitas empresas acabam esquecendo da importância de manter e garantir a saúde mental e bem-estar de seus colaboradores. De [...]

Leia mais...

Parto normal: é possível que ele aconteça de maneira humanizada e, ao mesmo tempo, segura?

Quem está grávida ou pensa em ficar, certamente já pesquisou sobre os vários tipos de parto que existem. O mais comentado do momento é o humanizado. Este é o termo que usamos quando se fala em parto natural, sem intervenção medicamentosa, instrumental ou pela manipulação médica. De acordo com a Agência Nacional de Saúde (ANS), em 2017, o número de partos normais cresceu 6,3%. Já em um complexo hospitalar privado de Uberlândia, esse número aumentou cerca de 10%. O conceito de parto humanizado vem sendo trabalhado ao longo dos anos de forma a garantir às gestantes que este momento tão especial em suas vidas, torne-se ainda mais rico com a presença dos entes queridos. Para isso, o Santa Genoveva Complexo Hospitalar inaugurou recentemente o quarto PPP, para pré-parto, parto e pós-parto, onde a gestante conta com o apoio de acompanhantes à sua escolha e presença de toda equipe multiprofissional, para poder ter o filho de maneira humanizada e acolhedora, com toda a infraestrutura para garantir a segurança dela e do recém-nascido. O pediatra e presidente do Santa Genoveva Complexo Hospitalar, Gilson Fayad, acredita que é sempre importante buscar atualização e se equiparar com o que há de melhor no Brasil. “Estamos preparados para receber a gestante com toda a segurança possível e o quarto PPP garante o atendimento humanizado e com segurança”, disse Fayad. Segundo a Coordenadora do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia do Santa Genoveva Complexo Hospitalar, Ana Paula Lino Machado, esse é o primeiro quarto PPP na rede particular da cidade. “Essa é uma inovação e o diferencial para as pacientes. Nele, é [...]

Leia mais...

Esclerose Múltipla: uma doença que não faz distinção

Quase três milhões de pessoas no mundo têm o diagnóstico   Alterações visuais, perda da força muscular, da coordenação motora ou equilíbrio, tontura e perda da sensibilidade, podem ser sintomas ligados à rotina estressante que muitos vivem. Entretanto, tais características podem estar associadas a algo muito mais grave: a Esclerose Múltipla, uma doença neurológica, crônica e autoimune, que provoca lesões cerebrais e medulares. Comemorado em 30 de agosto, o Dia Nacional de Conscientização Sobre Esclerose Múltipla, tem o objetivo de trazer informações sobre o tema. Essa doença tem sido foco de estudos da Associação Brasileira de Esclerose Múltipla. De acordo com Departamento de Informática do SUS (DATASUS), no Brasil existem 35 mil portadores de Esclerose Múltipla e cerca de 13 mil em tratamento. A Organização Mundial de Saúde (OMS), estima que, atualmente, mais de 2,5 milhões no mundo tenham o diagnóstico. A doença neurológica  mais comum na população entre 20 e 40 anos, principalmente  em mulheres. Ou seja, atinge principalmente adultos jovens, na fase ativa da vida. A Esclerose Múltipla tem alta prevalência, acomete sem distinções de classe social e, no Brasil, é uma doença pouco conhecida. Neurologista do Hospital Santa Genoveva, Vinicius Vasconcelos Segundo o neurologista do Hospital Santa Genoveva, Vinicius Vasconcelos Teodoro, é possível conseguir qualidade de vida, apesar do diagnóstico. “A manifestação da doença ocorre em surto rápidos, com duração dos sintomas por poucos dias. Por isso o paciente acaba não dando muita importância àquelas pequenas alterações na força ou na sensibilidade, demorando a chegar ao profissional. O que pode atrasar o diagnóstico correto, em média, em quatro anos. Apesar disso, existem [...]

Leia mais...

Serviço de Hemodinâmica do Santa Genoveva conquista certificação Diamante

Maior complexo hospitalar privado de Uberlândia recebe selo de certificação considerado o nível máximo de qualidade   O Serviço de Hemodinâmica do Hospital Santa Genoveva é o único do Triângulo Mineiro, único de hospital privado de Minas Gerais e o nono do Brasil a receber o Selo Diamante, concedido pelo IQG - Health Services Accreditations, em parceria com a Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista (SBHCI). A entrega da placa acontecerá na terça-feira (15), às 11h, no auditório do Hospital Santa Genoveva. Essa, é uma certificação de grande relevância na linha cardiológica. As instituições certificadas pelo IQG cumprem normas rigorosas nos cuidados de saúde. Ao receber a certificação, o hospital passa a ser acompanhado e reavaliado anualmente. O Selo Diamante é considerado o nível máximo de qualidade e atesta o compromisso com a qualidade e segurança na gestão da assistência ao paciente, a qualificação profissional e a melhoria dos processos. Para obter a certificação, o Hospital Santa Genoveva passou por vários processos de avaliação, treinamentos, adaptações, estruturação da equipe e aquisição de novas tecnologias.     Segundo a Gerente de Qualidade do Hospital Santa Genoveva, Maria Carvalho, o Selo Diamante é de extrema importância, uma vez que conseguiram atingir uma série de padrões de qualidade exigidos. “A conquista do Selo vem somente coroar todo o trabalho, tendo o paciente como o centro do cuidado. Passamos a atender o paciente e suas necessidades, desde o momento do agendamento do procedimento até o pós-alta, visando a garantia de manutenção da saúde. Isso incentiva todos os profissionais, incluindo o corpo clínico, a manterem a boa prática [...]

Leia mais...

Hospital de Uberlândia equipara-se a padrão de hotelaria de grandes centros

Santa Genoveva investiu mais de R$ 20 milhões na ampliação de estrutura e serviço Com mais de quatro décadas de história, o Santa Genoveva Complexo Hospitalar segue investindo em inovação para responder às demandas das novas gerações, promovendo a saúde em amplo sentido, mantendo a tradição de pioneirismo preservada desde a fundação, em 1975. Nos últimos anos, o Complexo passou por uma série de mudanças na estrutura física e nas instalações. Atualmente, a instituição está empenhada na expansão da infraestrutura. Visando oferecer um padrão de hotelaria comparável aos grandes centros e manter a qualidade no atendimento, sem deixar o conforto dos pacientes de lado, o Santa Genoveva investiu R$ 20 milhões para a inauguração dos 72 leitos da nova hotelaria, que são equipados com tecnologia do Sistema Evolutix. Esse é um grande passo rumo à excelência. "Depois da inauguração da sala híbrida, da ala exclusiva para a maternidade, com a primeira UTI Pediátrica particular da cidade, e a realização do primeiro transplante de medula óssea, a abertura dos novos leitos mostra nossa preocupação em agregar qualidade, conforto e segurança para todos os pacientes", afirma o pediatra e presidente do Santa Genoveva Complexo Hospitalar, Gilson Fayad. "Investimos em tecnologia, com o sistema Evolutix e infraestrutura de TI, trazendo o conceito de hospital inteligente, com controle do ambiente, temperatura, iluminação e televisores, além da interação, por meio de tablets, entre o paciente e familiares com a equipe médica e de enfermagem, o que proporciona mais agilidade e conforto. Além disso, essa tecnologia aumenta a segurança do paciente, uma vez que existe a [...]

Leia mais...

Espírito Santo sedia seminário para discutir a reorganização do sistema de saúde

Promovido pela Anahp – Associação Nacional de Hospitais Privados, evento abordou o papel dos hospitais na construção de um modelo de atenção com foco na entrega de valor para o paciente. Vitória, abril de 2019 – O Seminário Pré-Conahp trouxe para Vitória (ES) especialistas de todo o Brasil para discutirem o papel dos hospitais na construção de um modelo de atenção com foco na entrega de valor para o paciente. As discussões foram pautadas em torno da relação entre desfechos clínicos, experiência do paciente e custo dos serviços relacionados aos resultados obtidos. O evento, realizado ontem (24) no Sheraton Vitoria Hotel (ES), foi promovido pela Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp). O vice-presidente do Conselho de Administração da Anahp, Ary Ribeiro, e o presidente do Comitê Científico do Conahp 2019, Mohamed Parrini, abriram o encontro explicando o conceito da saúde baseada em valor. Em sua fala, Ribeiro reforçou a importância de estimular a reflexão dos gestores. “A temática do seminário, saúde baseada em valor, foi proposta para refletirmos o papel dos hospitais como agregador – sendo um elo na cadeia de assistência de saúde, estimulando a mudança de práticas para gerar valor aos usuários”, explicou. Já Parrini alertou que somente as instituições que considerarem o paciente como protagonista, no centro de tudo, irão sobreviver. O especialista também reforçou que o papel do setor é discutir temas benéficos para a população e que geram riscos para cadeia do sistema de saúde a médio e longo prazo. O segundo debate do seminário foi sobre a experiência do paciente. Mônica Rosenberg, [...]

Leia mais...

Autismo: conscientização ainda é necessária

Criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2007, o Dia Mundial da Conscientização do Autismo, comemorado em 2 de abril, tem o objetivo de ajudar a instruir a população sobre o que é o autismo e como lidar com a síndrome. O Transtorno do Espectro Autista (TEA) é um distúrbio neurológico que compromete a interação social e a comunicação verbal e não-verbal. O autismo afeta o processamento de informações no cérebro e a maneira com que as células nervosas se organizam.   Segundo dados da ONU, o TEA afeta aproximadamente 1% da população mundial, que corresponde em uma a cada 160 crianças. Ainda, de acordo com a Organização, são cerca de 70 milhões de pessoas no mundo, um a cada 68 indivíduos. No Brasil, são mais de 2 milhões de pessoas. Existem vários níveis de autismo, que podem ser caracterizados como: Autismo Clássico, Síndrome de Asperger, Autismo Atípico, Autismo de Alto Nível Funcional, Perturbação Semântica-Pragmática e Perturbação do Espectro do Autismo (ASD). Para o pediatra e presidente do Hospital Santa Genoveva, Gilson Fayad, fechar o diagnóstico é complexo e pode demorar alguns meses ou anos. “Neste período é importante que os pais tenham paciência e aprendam a realmente conhecer seus filhos. Alguns sinais podem ser percebidos apenas no convívio social e familiar. Mas, o mais importante, é tratá-los com amor e atenção”, finaliza o médico.  Características Os sintomas evidentes começam gradualmente após a idade de seis meses, mas, geralmente estabelecem-se entre os dois ou três anos. São vários sintomas, como: prejuízos na interação social, deficiências na comunicação e interesses e comportamento repetitivo e restrito.

Leia mais...

Referência em assuntos relacionados à traumas da face, Uberlândia recebe curso com profissionais

Acontece nos dias 12 e 13 de abril, no auditório do Santa Genoveva, o Curso de Atualização em Cirurgia Maxilo-Facial, Trauma de Face e Cirurgia Ortognática. O evento, resultado de uma parceria entre Hospital e a Clínica Oto Face, é gratuito. O curso é destinado aos  médicos, alunos e cirurgiões dentistas, com o objetivo de atualizar sobre a cirurgia maxilo-facial e assuntos relacionados a deformidades da face. Para o organizador do curso e médico otorrinolaringologista do Hospital Santa Genoveva e Clínica Oto Face, Dr. Lucas Patrocínio, o objetivo do encontro é mostrar o que há de mais moderno em harmonização da face e cirurgias ortognáticas. “Uberlândia é referência em tratamentos de trauma e deformidades da face em toda a região do Triângulo Mineiro, interior de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, por isso, estamos focados em trazer o que há de melhor para a nossa cidade”, finaliza Patrocínio. Palestrantes Convidados Professor Doutor Eduardo Hochuli Vieira: Professor adjunto da disciplina de cirurgia e traumatologia buco-maxilo-facial da Faculdade de Odontologia da Unesp de Araraquara. Professor Doutor Mauricio Pereira Maniglia: Professor do departamento  de otorrinolaringologia e cirurgia de cabeça e pescoço da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto - FAMERP. Professor Doutor Valfrido Antônio Pereira Filho: Professor adjunto da disciplina de cirurgia e traumatologia buco-maxilo-facial da Faculdade de Odontologia da Unesp de Araraquara. Palestrantes de Honra Professor Doutor José Mariano Carvalho Costa: Professor aposentado da disciplina de cirurgia e traumatologia buco-maxilo-facial da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Professor Doutor José Antônio Patrocínio: Professor titular da disciplina de otorrinolaringologia da Faculdade de Medicina da [...]

Leia mais...